27-11-2018 Tour Fitz Roy Day 1 Ponte Rio Eléctrico - Piedra del Fraille - Piedra Negra - Paso del Cuadrado, Patagonia Argentina

texto e fotografias: Xavier


Ficha técnica:
Distância - 17,20km
Subida total - 1370m
Descida total - 1280m
Altitude Max - 1750m
Altitude min - 430m
Tipo - linear
Cotação - difícil
Caminhada efectiva - 7h30m
track: aqui

Para estas últimas férias de 2018 tínhamos previsto uma nova visita à América do Sul, desta feita queríamos conhecer um pouco da Patagonia, outra viagem de sonho depois do Perú em Junho, o plano inicial era fazer um percurso de 7/8 dias no Parque Nacional Torres del Paine no Chile, comprámos os bilhetes para Punta Arenas, fazendo escala em Madrid e Santiago do Chile num total de 28 horas entre o momento que saímos de Genebra até aterrar em Punta Arenas.
1 mês antes da data da viagem começámos a pesquisar sobre as reservas dos lugares para colocar a tenda para fazer o percurso O em Torres del Paine e ficámos tristes ao perceber que era tarde de mais para reservar, desde 2016 as regras mudaram e tudo tem de ser feito com uma antecedência brutal, as zonas de acampamento são geridas por 3 entidades diferentes, as reservas só podem ser feitas nos sites dessas entidades, quando tentámos reservar o sítio para a tenda já não havia disponibilidade em várias datas, não me vou alongar mais neste assunto, uma rápida pesquisa na internet e o leitor vai descobrir a confusão total que é o sistema de reservas.
Numa atitude de desespero enviei mails a uma dezena de empresas de Puerto Natales a explicar a situação, enviei as datas precisas em que queria acampar em cada lugar e expliquei que não queria de forma nenhuma dormir em refúgios e que iria levar a minha própria comida para todo o meu circuito, estava disposto a pagar até uma soma razoável para alguém que conseguisse as reservas.
Tive todo o tipo de respostas, desde sugestões para dormir em certos refúgios, fazer um percurso bem mais curto que o que tinha previsto, houve quem me respondesse que as reservas teriam que ser feitas com 6 meses a 1 ano de antecedência, foi nesta altura a duas semanas da viagem que percebemos que tínhamos de pensar num plano B!
Na pesquisa de alternativas parecia evidente que a solução passava por ir para El Chaltén, na Argentina, a umas 9 horas de autocarro do Parque Nacional Torres del Paine, o que acabou por se tornar numas férias absolutamente maravilhosas!
Saímos de Genebra no sábado à tarde e chegámos a El Chaltén na segunda às 22h completamente estoirados.
El Chaltén é a capital nacional do trekking, desde a pequena localidade são visíveis as duas montanhas mais famosas da zona, os míticos Fitz Roy e o Cerro Torre, situa-se no extremo norte do imenso Parque Nacional dos Glaciares. 
estávamos ansiosos para começar finalmente a caminhar, não imaginávamos que iríamos passar 8 dias mágicos na zona.
Se juntarmos tudo, gastronomia, acolhimento do pessoal dos hotéis e do pessoal do parque nacional, qualidade dos trilhos, El Chaltén fica para a história como o sítio mais brutal onde estivemos!

Na segunda à noite já tínhamos o mapa cartográfico da zona e começámos a delinear a nossa versão do Tour do Fitz Roy, alguns dos trilhos por onde queríamos passar requerem registo no Parque Nacional, não é preciso pagar nada, é um simples papel que é necessário preencher com o programa do trekking que temos em mente.

De Geneva a El Chaltén



video do dia

Preparámos a mala para 3/4 dias, tomámos o belo pequeno-almoço no Patagonicus, onde passamos a primeira noite em El Chaltén, impecável.
Por volta das 9 da manhã estávamos nas instalações do Parque Nacional Los Glaciares para preencher o dito papel de registo.
Queríamos começar mais a norte e vir descendo para Sul, onde iríamos começar a caminhada era na zona do Rio Eléctrico, numa zona fora do parque nacional, para ter informação sobre essa zona tivemos de nos dirigir ao posto de turismo situado no terminal dos autocarros.
Supostamente nessa zona teríamos de pagar 300 pesos argentinos(7/8 euros) e 400 pesos para dormir, preços por pessoa, tudo é pago no refúgio 
Piedra del Fraille.
No terminal de autocarros chamaram-nos um táxi que nos levou até à ponte do Rio Eléctrico por 800 pesos.

Agora sim estávamos prontos a dar início à caminhada, começamos sem grandes desníveis, uns 20 minutos depois embrenhamo-nos na floresta e por ali seguimos uma hora e meia até chegar ao refúgio Piedra del Fraille, aqui encontramos uma equipa jovem e simpática que se ocupa do refúgio, e que adoram fazer a festa! Disse-lhes o que queria fazer e aconselharam-me outra coisa, disseram-me que a caminhada mais interessante da zona é a subida ao Passo del Cuadrado, eu não tinha incluído isto no programa porque pensava que era preciso crampons, mas dada a hora avançada o neve já ia estar mole, e para mais eles disseram que era o dia certo para ir lá, reforçaram que dias como o que estava(céu azul e 0 vento) existem normalmente 3 ou 4 por época, ok disse eu, foi música para os meus ouvidos.
Deixámos a tenda, sacos cama e algumas coisas mais pesadas no refúgio e atacámos a íngreme subida rumo a Piedra Negra, ganhamos altitude rapidamente, passamos no lago já num ambiente completamente alpino, o lago estava gelado, deste ponto vê-se bem o Paso del Cuadrado e vê-se também o Fitz Roy com seu magnífico granito característico.
Contorno o lago pelo lado direito e subo em diagonal rumo ao Paso del Cuadrado, primeiro subo um rochedo seguindo mariolas e depois segue-se a neve, somente a parte final de 10m que antecede o Paso é bem íngreme e requer um pé alpino dependendo das condições. 
Com 3 horas depois de sair do Refúgio Piedra del Fraille chegava ao Paso del Cuadrado, um autêntico portal para a alta montanha, o cenário enche-se de agulhas graníticas e de glaciares, uma vista menos conhecida do Fitz Roy e do Cerro Torre, agora ter uma vista destas logo no primeiro dia não estava no programa, o céu continuava limpo e pude estar no Paso sem casaco o que calculo que seja raro. 
Começavam bem estas férias, depois de uma boa meia hora de contemplação retomei a caminhada, desci ao lago ao encontro da Tixa e descemos para o Refúgio Pedra del Fraille onde chegámos por volta das 20h30m, como nesta altura o Sol põe-se às 22h30m tivemos ainda luz para montar a tenda e tratar do jantar enquanto confraternizávamos com a malta que por ali andava.
Por volta da meia noite fomos para a tenda dando por terminado este maravilhoso primeiro dia.



Bom dia



Cerro Torre à esquerda e Fitz Roy à direita


Rio Eléctrico
c'est parti!


































Lago Eléctrico


Fitz Roy à vista











Paso del Cuadrado







Fitz Roy à direita
Cerro Torre à esquerda




Fitz Roy
Cerro Torre
Cerro Pollone










no Paso del Cuadrado







a parte inicial da descida do Paso del Cuadrado












refugio Piedra del Fraille

Sem comentários:

Publicar um comentário