Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

16-07-2016 Fald - Figgerscha - Schare - Geisspfadsee - Geisspfad - Pian della Rossa - Crampiolo - Lago di Dèvero, Valais / Parco dell Alpe Veglia e dell Alpe Devero, Suisse/Italie

texto e fotografias: Xavier
percurso do fim de semana

dia1
ficha técnica:
distância: 20km
subida total: 1250m
descida: 1100m
altitude máx: 2480m
altitude min: 1519m
caminhada efectiva: 7h
tipo: linear
track: aqui

      
video do fim de semana

Fim de semana com céu limpo, impecável! Regressámos ao vale de Binn, no Alto Valais, tal como na última caminhada, com início no mesmo vale, tínhamos pensado em fazer uma rota circular que passasse em 2 colos fronteiriços entre a Suiça e a Itália mas desta feita com pernoita em terras italianas, do lado suíço é proibido acampar visto que se trata de uma zona de reserva natural.
Mala carregada com tenda, sacos cama e comida para os três partimos de Fald(1519m) às 10 da manhã, iniciamos a caminhada rumo a E durante uns 15min. até Figgerscha(1630m), altura em que flectimos para S e nos embrenhamos na floresta até Schare(1979m), continuamos para Manibode(2030m), ficamos de frente para uma bela e longa queda de água proveniente dos 3 lagos que existem mais acima, o trilho sobe para um colo evidente, rumo E, enquanto isso do nosso lado esquerdo erguem-se pequenos e belos picos rochosos, pouco depois passávamos no lago Geisspfadsee(2440m) onde procurámos um sítio abrigado para almoçar, corria um vento fresquinho, deste ponto é facilmente identificável o colo a atravessar, pleno S ao lado do imponente Rothorn(2887m). Repasto tratado retomamos a caminhada, 10/15min. depois passamos no colo Geisspfad(2453m) ou Passo della Rossa em italiano,altura em entramos em território italiano.
O trilho continua para S numa fase sem desníveis de relevo num cenário em que só se vê pedra por todo o lado, entretanto no ponto 2392m é onde tem início a descida na direcção de Alpe Devero.
Foi curioso sentir a diferença no vento, do lado italiano era mais quente, do lado suíço um casaco soube enquanto almoçámos.
Começamos a descer, passamos numa parte que obriga a "tirar as mãos dos bolsos", e 2min. depois ficamos assustados ao ver uma parede vertical equipada com via ferrata com uns 7/8m, é claro que ficámos assustados porque tínhamos a Xarah, tentamos ser cuidadosos nos trilhos que fazemos por forma a evitar este tipo de situações mas desta vez as escadas não apareciam no nosso mapa, naturalmente por ser um mapa suíço.
A Tixa desceu primeiro para tentar encontrar uma alternativa para a Xarah descer mas nada, tudo à volta era extremamente inclinado, enquanto isso, ainda em cima procurei também por outra alternativa mas nada, depois de alguns minutos de indecisão decidimos voltar para trás, não queríamos acreditar como é que no colo não tem uma única informação relativa às escadas,
Após subir um pouco, perto já do ponto 2392m larguei a pesada malta e fui investigar uma possível alternativa que desce mais a leste, lá continuei com cuidado e uns 5/10min. depois chegava novamente à parte das escadas, mas desta feita já na base, que alívio, podíamos continuar o percurso pensado.
Foi uma óptima surpresa termos conseguido encontrar uma alternativa, um pouco de cabritismo e tá feito.
Esperei que a Tixa descesse para segurar a Xarah e voltei atrás para ir buscar a mala, assim desci também pela via ferrata.
Continuamos a descer e fui abordado por um casal que me questionou como tínhamos feito para descer com a cadela, olhando para a imensa parede não é nada evidente um outro caminho.
Uma meia hora depois passamos em Pian della Rossa(2051m) e continuamos para S até aos 1800m, altura em que sai um trilho para E, precisamente a direcção que queríamos tomar, logo a seguir a Pian della Rossa um chamois pastava no meio do trilho ali a uns 50m à nossa frente, uma meia hora depois de andarmos na floresta desembocamos em Crampiolo(1770m), um lugar extremamente simpático com uma dúzia de casas, turístico, andavam por ali centenas de pessoas, foi como um choque para nós porque até ali em 5 horas tínhamos passado por umas 7/8 pessoas.
Mas o nosso dia não acabava em Crampiolo, continuamos para N rumo ao lago Dèvero(1856m), uns 15min. depois passávamos nos muros da barragem e continuamos pelo lado direito do Lago di Dèvero, deste lado direito ainda batia o Sol. Ok, já podíamos começar a magicar o sítio onde iríamos montar a tenda, uma meia hora passada, numa parte onde o trilho se aproxima do lago encontrámos o sítio ideal, lugar plano com muito pasto, sem pedras e com uma óptima vista, tipo top.
Montámos a tenda e tratámos do jantar e por ali ficámos a apreciar o fim do dia.
Que dia brutal, carregado de emoções, adoramos isto.
Vamos aos registos
Fald



Schare

para a região do Aletsch




Manibode
Manibode
o colo à esquerda e a cascata à direita


o colo a seguir à esquerda e a cascata à direita













a loucura da Xarah, a neve!
as cores

o lago Geisspfadsee, à esquerda o Grampielhorn e o colo Geisspfad ao centro

Grampielhorn, Geisspfad e Rothorn
10 minutos depois
impressionante este Rothorn
Geisspfadsee


360 colo


Geisspfad
Rothorn visto do Geisspfad
Geisspfad ou Passo della Rossa

lado italiano
nós no Geisspfad

lado italiano

ponto 2392m



primeira parte sem "mãos nos bolsos"

segunda parte e logo de seguida a parede onde está a via ferrata

via ferrata
a alegria, isto já depois do filme...

a tal alternativa era pela corga
descida para Pian della Rossa
um espectáculo rochoso



aí esta ele
no meio do trilho
Alpe Devero


Crampiolo



Lago di Dèvero


impecável

momento Xarah
Lago di Dèvero

o taxo
to be continued