Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

22-06-2018 Taullipampa camp(4250m) - Laguna Arhuaycocha(4420m) - Quishar - Laguna Jatuncocha - Llamacorral - Cashapampa(2900m), Santa Cruz trekking day3, Parque Nacional Huascarán, Peru

texto e fotografias: Xavier
Ficha técnica:
Distância - 31km
Subida - 400m
Descida - 1520m
Altitude Max - 4435m
Altitude min - 2900m
Tipo - linear
Cotação - médio/ difícil 
Caminha efectiva - 8h
track: aqui

video do dia

Terceiro e último dia deste nosso Santa Cruz, fruto de uma noite mal dormida, sem conseguir identificar a verdadeira razão do porquê(preocupada com assaltos, má aclimatação...) a Tixa queria terminar neste dia o trilho Santa Cruz, supostamente teríamos ainda um outro acampamento antes de descer para Cashapampa(2900m) mas a Tixa estava disposta a abdicar da visita à Laguna Arhuaycocha(4420m).
Eu sentia-me bem, somente cansado, de maneira que estava decidido a ir visitar a Laguna Arhuaycocha(4420m), mesmo estando ciente que iria caminhar na ordem dos 30kms, para ir ter com a Tixa a Cashapampa(2900m) 
Como no dia anterior, não esperámos que o Sol batesse na tenda para desmontar a barraca e nos colocarmos ao caminho.
De Taullipampa(4250m) caminhamos breves minutos juntos até à primeira bifurcação, a Tixa continua a descer para Quishar e eu saio à direita, subo e entro no vale coroado pelos picos Quitaraju, Ririjirca e o famoso Alpamayo, uma vez considerada a montanha mais bonita do mundo, mas não vista da perspectiva que ia ter.
O vale no qual me embrenho é muito bonito, composto por um circo glaciar impressionante, o cenário estava mágico, rapidamente esqueci tudo o que se tinha passado na noite anterior! 
Dirijo-me para norte e passo ao lado do acampamento base do Alpamayo, saio à direita e sigo pelo simpático trilho até à Laguna Arhuaycocha(4420m), primeiro subi um pouco mais para ter outra perspectiva da lagoa e só depois desci até onde está a placa que indica o nome da lagoa, o local é de uma beleza extrema com o glaciar vindo do Pucajirca Sur(6040m) e do Ririjirca(5810m) a cair directo na lagoa, tinha intenção de não demorar muito, mas um highlight destes merece muito mais do que uma visita rápida, a vista para o Artesonraju(6025m), bem mais distante, também é uma atracção e pêras!
Acabei por ficar ali uma hora e meia, sabia que tinha que me fazer ao caminho mas iria tentar recuperar mais tarde acelerando o passo. 
O dia estava uma vez mais maravilhoso, chegava agora a hora de descer, tinha 1500m de desnível a perder, desci pelo mesmo caminho até uma primeira bifurcação e desço para Quishar, nova mudança completa de cenário, de repente vejo-me a caminhar num gigante deserto de areia situado na base do vale, magnífico!
Uns kilometros depois o trilho passa do lado esquerdo da Laguna Jatuncocha(3900m), tudo num cenário diferente dos dias anteriores, algum tempo depois nova lagoa, Laguna Ichiccocha, dezenas de animais andavam por ali, vacas, burros e dezenas de aves, vários tipos de patos.
Continuando sempre a descer o vale para Oeste passo no acampamento Japichuayta e mais tarde no acampamento oficial Llamacorral(3900m) que tinha um ar simpático, isto eram umas 14h, tinha mais do que tempo de continuar para Cashapampa, o cansaço começava a apoderar-se de mim, já levava quase 20km nas pernas, mas a descer “todos os santos ajudam”, vários kms depois nova mudança drástica de cenário, entro na selva com uma vegetação luxuriante, cactos e bromélias por todo o lado, estava sem dúvida a passar o dia mais variado e mais espectacular na montanha até à data, algo de memorável descer esta Quebrada(Vale) Santa Cruz.
Às 16h30m chegava a Cashapampa e esperava encontrar a Tixa mas ela já tinha apanhado o colectivo para Caraz e depois outro de regresso a Huaraz, eu segui-lhe os passos, estava tranquilo porque sabia que uma chiquita pequena com uma mala azul tinha partido do terminal de Caraz uma hora antes rumo a Huaraz, é fantástico quando falamos a língua.
Às 8 e tal da noite regressava à movimentada Huaraz terminando num restaurante a comer um belo Lomo Saltado, história de repor energias, foi um dia louco, intenso, variado e cheio de boas recordações.
Terminava assim este primeiro circuito, o Santa Cruz trekking, sentia-me pronto para atacar o Huayhuash!
Vamos aos registos deste maravilhoso dia.



Taullipampa camp








Alpamayo







Alpamayo










Laguna Arhauycocha











toca a carregar!




na Laguna Arhuaycocha




















deserto na montanha









Laguna Jatuncocha


















LLamacorral

























já perto de Cashapampa
Gracias Santa Cruz!!!