Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

21-06-2018 Paria camp(3870m) - Punta Unión(4750m) - Taullipampa camp(4250m), Santa Cruz Trekking day2, Parque Nacional Huascarán, Peru

texto e fotografias:
Ficha técnica:
Distância - 13,38km
Subida total - 970m
Descida total - 600m
Altitude Max - 4780m
Altitude min - 3825m
Tipo - linear
Cotação - médio/ difícil 
Caminhada efectiva - 6h30m/7h
track: aqui

video do dia

Este segundo dia é o mais exigente, com um desnível de mais de 900m e que sobe até aos 4750m.
A manhã acordou fresquinha, como é hábito, para esperar que o Sol batesse na tenda para secar aquele gelo todo teríamos de esperar até às 8 e tal da manhã, começar a caminhar às 9 da manhã estava fora de questão. Logo nessa manhã arrependi-me de não ter levado luvas, tratámos do pequeno almoço a todo o gás, arrumámos a tralha e iniciámos a caminhada por volta das 7h15m.
A Tixa comentava que sentia coisas estranhas no corpo dela, não se encontrava tip top, isso fez disparar logo os alarmes da minha preocupação, ela ia marcando o ritmo calmamente à minha frente, o trilho continua super evidente sem qualquer problema de navegação, à medida que nos aproximamos de montanhas grandes, como o Taulliraju, o cenário vai mudando, passamos ao lado de várias pequenas lagoas enquanto subimos gradualmente, por volta dos 4400m seguimos por uma parte plana onde passamos ao lado das lagunas Morococha, neste ponto já se vê o colo Punta Union(4750m), tão perto e tão longe!
Por volta dos 4500m a Tixa começou a sentir falta de equilíbrio e a coisa começou a ficar séria, ao ponto de ela dizer que se não fossem os bastões caía, mas determinada como é quis continuar, sempre atenta a todos os sinais.
Com 4h45m de caminhada chegamos ao Punta Union(4750m), naquele que seria o nosso primeiro recorde pessoal de altitude, neste ponto reencontramos algum do pessoal que dormiu no mesmo acampamento, enquanto que um casal, pelo menos, não chegou ao Punta Union.
A Tixa de repente ficou fina, talvez fruto da excitação, eu subi a encosta um pouco a Norte para ter ainda melhores vistas, mais abrangentes, sendo claramente a vista para os picos mais próximos, Taulliraju e Ririjirca, que cativavam grande parte das atenções, até ao momento era sem dúvida o grande ponto alto do percurso, big mountains in your face!!
Ficámos por ali bem mais de uma hora na conversa e a desfrutar daquele panorama excepcional!
Chegava a hora de retomar a caminhada, iniciamos a descida, toda ela magnífica, por volta dos 4400m ao passar numa linha de água toda a gente parou, abastecer água, comer e no nosso caso também aproveitámos para secar a tenda.
Uma boa hora depois retomámos a marcha e continuamos a descer, e outra hora depois chegávamos ao acampamento Taullipampa(4250m) onde estava o resto do pessoal, na noite anterior tinha-me desaparecido uma garrafa de água que estava fora da tenda, entretanto ouvi histórias que não me agradaram como de pessoal a quem roubaram as botas, isso é um pesadelo, ora se curtíamos ter uma experiência mais wild e acampar sozinhos algures de repente pensámos em “safety in numbers!”
Por volta das 18h30m fomos para o interior da tenda e temos a certeza que nessa noite ouvimos pessoas por volta das 21h e sentimos o fecho exterior da nossa tenda abrir, por um lado queria abrir a tenda rápido e perguntar o que é que se passa, mas por outro lado tinha medo da reacção, não esquecer que no Huayhuash Circuit já mataram um turista há uns anos, então limitámo-nos a conversar para tentar dissuadir, o certo é que não dormimos tranquilos. Foi o que se pode dizer uma cena chunga e com a qual não contava, mas não podia ofuscar a grandiosidade das paisagens que vimos neste dia.
Vamos aos registos do dia





























































ao chegar a Punta Unión
Taulliraju(5830m)



















nós no Punta Unión






































Taulliraju

Sem comentários:

Enviar um comentário