Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

16-12-2012 Pinhô e Rio Arado na Fecha das Barjas, PNPG

Fim de semana de alerta vermelho, na impossibilidade de fazer umas caminhadas fomos passar a noite ao Pinhô, depois do almoço no Sábado a passagem na ponte de servas já apresentava um caudal significativo o Rio Conho mas longe do que iríamos presenciar no dia seguinte, assim que chegámos ao abrigo tratámos de arranjar lenha, não só para aquele dia mas para futuras ocasiões, começou a chover ao final da tarde e não parou mais, quando acordámos chovia bastante, ficámos preocupados com o sítio onde estavam as viaturas e nem o pequeno almoço tomámos, ao passar na ponte de servas a água estava perto de tocar na ponte, um caudal incrível, pena não ter tirado uns registos, logo a seguir à ponte temos que passar um regato, teve que ser passado com os pés na água, não havia outra forma. Resolvido mais rapidamente do que esperávamos o filme dos carros, aproveitámos o facto estar perto e fomos até à Fecha das Barjas, mais conhecida como cascata do tahiti, apreciar aquele cenário destrutivo e duma brutalidade extrema que metia respeito. ficam alguns registos entre eles uma comparação entre um fotografia sensivelmente do mesmo sítio em Novembro de 2009 na fecha e 2 vídeos.
encosta nua

no dia seguinte nada tinha a ver com este cenário

lenha em abundância na zona após o abate
 

anoitecer

 

Rio Arado próximo da cascata do arado




 que fúria



 


 foto tirada em finais de Novembro 2009
16 Dezembro 2012 



08-12-2012 Pinhô - Pradolã - Vale Rio Conho, Serra do Gerês, PNPG

Fim de semana altamente gastronómico, sexta à noite churrascada no Pinhô que se prolongou noite dentro, o dia seguinte acordou solarengo mas só começámos a caminhar perto da hora de almoço, subimos ao lado da Roca do Pinhô, passamos em Pousada e subimos mais um pouco até Pradolã onde almoçámos, continuámos na direcção da Rocalva, quando chegámos ao colo onde se iniciam os vales do Rio Conho e do Rio Laço descemos na direcção do Rio Conho por um trilho recentemente limpo, já por diversas vezes tínhamos subido por ali com o trilho fechado e a progressão era bem diferente. Descemos até à base do vale, atravessamos o rio próximo da junção de 2 ribeiros, passamos num abrigo que agora está bem visível que se chamará qualquer coisa como "entre-águas", pouco depois passamos no poço Azul (Verde) e regressámos ao local de partida. Seguiu-se uma jantarada no fortemente recomendado restaurante Ponte Neiva do amigo João Dias, onde comemos, novamente, muito bem e tivemos uma bela noite de convívio. Um abraço à malta.
brasas não faltaram 
 Curral do Pinhô
 a encosta nua


 Vale Rio Conho
 Pousada


 Pousada
 Pousada


 Bicos Altos



 Pradolã



 Roca Negra e Cutelo(Roca) de Pias
 panorâmica

 Borrageiro à esquerda

 Rocalva






 abrigo entre as águas?
 Poço Verde


as famosas batatinhas!