Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

05-10-2014 Le Tour - Chamarillon - Refuge Albert 1er, Mont-Blanc Massif, Haute-Savoie, France

texto e fotografias: Xavier

Esta caminhada decorre entre vários tipos de paisagens, começamos pelas pastagens em Le Tour(1479m) e chegamos ao mundo dos glaciares um pouco antes do refúgio Albert Primeiro(2712m), a única "dificuldade" deste percurso é o desnível a vencer, na ordem dos 1250m, nada que não se faça bem em 3horas e meia de caminhada.
Mesmo a uns bons kms de distância, não é todos os dias que abrimos a janela do "quarto" e ao acordar temos vista para o Monte Branco, uma vez mais deixava-se mostrar, coisa que não acontece todos os dias.
Partindo de Le Tour tínhamos em mente fazer algo circular, quando demos por ela já estávamos a subir rumo ao chalet de Chamarillon(1912m) para Norte e de facto a outra opção não tinha muito bom aspecto, parecia muito vertical, havemos de voltar a Le Tour para a percorrer.
Subimos paralelamente ao teleférico em sucessivos ziguezagues por entre as pastagens, uma hora depois passamos na telecabine de Chamarillon(1920m) e começamos a flectir para Este contornando uma corga que ali tem início, pouco depois o trilho junta-se a outro percurso que faz a ligação entre o Col de Balme e o refúgio Albert 1er, viramos à direita para Sul e vamos subindo progressivamente contornando a encosta a Oeste, contornada a encosta ficamos com vista frontal para o glaciar do Tour e para o refúgio, passamos uma pequena parte com cabos sem qualquer dificuldade técnica, descemos um pouco e após caminhar alguns minutos à mesma altitude voltamos a subir pela crista de uma moreia, isto já com o Glacier du Tour mesmo ao lado, as condições climatéricas iam-se agravando mas chegados ao Refúgio Albert Primeiro(2712m) ainda conseguimos apreciar a paisagem envolvente.
O refúgio foi inaugurado em 1930 pelo rei belga Alberto Primeiro, foi assim baptizado em homenagem ao apaixonado pela montanha e ao clube alpino belga que estiveram na origem da construção deste refúgio.
Entretanto outro refúgio foi construído mesmo ao lado deste, enquanto que o novo com capacidade para 140 pessoas está aberto nas épocas altas o velhinho refúgio serve como parte invernal, mas precisa de obras.
Chegámos ao refúgio ao mesmo tempo que 2 alpinistas que saíram de madrugada do refúgio para escalar a Aiguille de Chardonnet, apesar do mau tempo previsto logo cedo, chegou só depois das 5 da tarde, talvez por isso eles tenham sido os únicos a dormir no refúgio na noite anterior, já no fim de semana anterior tinha estado repleto, tem capacidade para 30 pessoas.
Repasto tratado regressámos pelo mesmo caminho e em certas partes a um ritmo mais forte, demorámos 3h30m a subir que é o tempo indicado nas placas e pouco menos de 2h a descer, chegámos ao carro por volta das 16h30m, a tempo de não apanhar uma valente chuvada e trovoada.
Vamos aos registos.

percurso efectuado
Mont Blanc da janela do "quarto"
pela manhã
Aiguilles Rouges
Le Tour

Telecabine Le Tour








Mont Blanc

Chamarillon
Col de Balme ao centro
Mont Blanc
nós por cá









a caminho do refúgio

um zoom à barragem de emosson
o trilho em direcção ao Glacier du Tour
Glacier du Tour



Refuge Albert 1er



Glacier du Tour
refúgio e o glaciar

Glacier du Tour


refúgio, o novo e o velho
360 refúgio Albert 1er






panorama glaciar














finalmente a Aiguille de Chardonnet mostrava-se

é o burro que manda ali!

mais que as mães






de regresso a Le Tour