Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

16-02-2014 Branda da Aveleira - Branda do Furado - Branda de Real - Peneda (Castelo do Pedrinho) - Lamas de Vez - Batateiro, Serra da Peneda, PNPG

texto e fotografias: Xavier

Mas que dia para caminhar, a nebulosidade foi aumentando com o decorrer do dia mas um pouco antes das 9 quando comecei a caminhar o céu estava completamente limpo e assim se manteve até perto da hora de almoço, vento nem "vê-lo".
A caminho da Branda da Aveleira deparei-me com cenários fantásticos, os vales do Cávado e do Lima mostravam-se com um nevoeiro baixo que confere sempre uma paisagem espectacular, após passar Adrão, o Alto da Derrilheira apresentava uma camada interessante de neve, no miradouro da Fraga das Pastorinhas confirmei que ia encontrar bem mais neve do que o que previa, e ainda por cima tinha-me esquecido das polainas, boa!
Apanhei neve na estrada a partir de S. Bento do Cando mas estava tranquilo pois estava seguro que durante o dia ia desaparecer, à chegada à Branda da Aveleira o cenário mostrou-se brutal!
Tinha em mente subir ao Alto da Peneda(Castelo do Pedrinho) e depois ao Alto da Pedrada sendo o regresso pela margem direita do jovem Rio Vez até ao Batateiro mas a subida para o Alto da Peneda cansou-me pela quantidade de neve e pelos enterranços sucessivos até ao joelho ou até à cintura.

Parti da capela da N. Sra. da Guia, desci para a Branda do Furado pela Rota dos Romeiros, na branda enveredei pela GR rumo à Branda de Real, lá chegado abandonei a GR e comecei a ganhar altitude na direcção do Alto da Preguiça para uma abordagem mais rápida ao Alto da Peneda, numa primeira fase até aos 1200m a neve estava fenomenal, enterrava uns modestos 10cm, dos 1200m aos 1350m é que a conversa foi outra, era tirar uma perna enterrada até ao joelho e logo de seguida acontecia o mesmo com a outra perna, em 2/3 ocasiões foi mesmo até à cintura e cheguei a beijar a neve, ter abordado o alto a Norte não deve ter sido a melhor opção mas já estava tomada. Cheguei ao Alto da Peneda por volta das 11.30 e desfrutei à bruta das vistas, Lamas de Vez, Muranho, Alto da Pedrada, tudo estava pintado de branco enquanto que nas terras baixas o nevoeiro mantinha-se, ainda restava tempo para uma visita ao Alto da Pedrada mas a nebulosidade estava a vir daquela direcção e como a Pedrada é um pouco mais alto que o Alto da Peneda certamente ia ser também uma subida bastante cansativa, eu gosto de "porrada" mas também não abusemos.
Desci então para próximo da Chã da Cruz, entrei na GR, passei em Lamas de Vez e continuei sempre pelo estradão até chegar ao Batateiro passando pelo Golo da Areia, visitei a Mamoa do Batateiro e segui pelo PR Trilho da Branda da Aveleira até ao local que dá nome ao trilho, daí até ao local de início foi um pulo. Total de 18km neste fabuloso Domingo.
Vamos aos registos, como é compreensível são muitos, mas não chegam a ser metade do que tirei! 
vista desde Portela do Vade
Alto da Derrilheira
próximo da miradouro da Fraga das Pastorinhas
no miradouro
Fraga das Pastorinhas
S. Bento do Cando
a caminho do Batateiro

local de início



Branda da Aveleira
neve fresquinha


Branda do Furado















Branda de Real
Branda de Real
Branda de Real
Branda de Real
Branda de Real


Xarah








Outeiro Maior e Alto da Pedrada











Xarah à minha espera enquanto eu lutava para me desenterrar!
Alto da Peneda à vista
Outeiro Maior e Alto da Pedrada






Peneda
Peneda
Peneda








eu a Xarah

Xarah










Outeiro Maior e Alto da Pedrada


o silêncio imperou até este ponto onde vejo e ouço estes 2 jipes, o da frente estava, naquele momento, atolado








havia partes em que a neve tapava o muro do Fojo do Lobo
Lamas de Vez


Lamas de Vez

Lamas de Vez
o jovem Rio Vez



um zoom ao Alto da Pedrada







Golo da Areia




Mamoa do Batateiro

já no trilho da Branda da Aveleira
com a neve a derreter não tive hipótese, pouco interessava porque os pés já estavam encharcados

Branda da Aveleira
Branda da Aveleira
Branda da Aveleira


4 comentários:

  1. Imagens magníficas! Melhor só ao vivo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Céu azul e neve com fartura, que mais se pode pedir?! Foi o meu melhor dia para fotografar e usufruir da neve neste Inverno até à data.
      Grato pelas palavras e pela regular visita a este espaço.

      Cumprimentos
      Xavier

      Eliminar
  2. Olá Xavier, parabens pelo teu blog e caminhadas sempre excelentes. Como costumo espreitar teu blog talvez seja coincidencia mas este ano já por duas vezes nas nossas caminhadas deparei com outros caminheiros que estacionaram suas viaturas perto da nossa ou a nossa a beira das outras, mas reparei principalmente num clio preto e num opel cinzento nos dias 1 e 8 deste mes, não é por nada a não ser quando nos cruzarmos vos podermos dar um olá tanto a ti como á Xarah, ela é fabulosa, parabens.

    saudaçoes montanheiras

    Teixeira e Célita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Célitos,

      Obrigado pelas vossas simpáticas palavras, estão correctos quanto às viaturas, são mesmo essas, pode ser que nos cruzemos brevemente pela serra e aí a Xarah apresenta-se primeiro, como é hábito.
      Obrigado por passarem aqui pelo nosso cantinho.

      Abraço Montanheiro
      Xavier

      Eliminar