Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

27-04-2011 Pradera de Ordesa - Cascata de Cotatuero - Cola de Caballo - Refúgio de Góriz, PN Ordesa e Monte Perdido

Partimos da Pradera de Ordesa(1300m altitude) rumo ao Circo de Cotatuero para visitar a cascata com cerca de 200m para 2 horas depois voltar à Pradera para buscar o mochilão e rumar ao mítico refúgio de Góriz(2160m), qualquer informação é sempre dada em horas, escusado será dizer que para uma primeira vez podem acrescentar sempre umas horas para contemplar a fauna , flora e a paisagem.



sempre tudo muito bem sinalizado










chamadas de "casinhas de chocolate"


Cascata de Cotatuero ao fundo



bosques até aos 2000m...








Cascata d`Arripas



Custava muito ter algumas destas placas?


Cascata L`Estrecho


que cenário...




Bosque de las Hayas


!






Gradas do Soaso


Fenomenal...




Uma atrás da outra...









Aí vão eles....com níveis de felicidade impossíveis de explicar







Cola de Caballo (Cascata cauda do cavalo, bem perceptivel o porquê)




Após passar a Cola de Caballo rumo ao refúgio existem 2 opções, ou seguir pelo GR-11 e dar uma volta um pouco maior ou optar por subir pelas clavijas do Soaso, que recomendo a toda a gente, nós temos sérios problemas com alturas mas fizemo-lo sem chatice.


é visivel a corrente e os ferros cravados na parede.


Vai Tixa! Tu consegues!!



Awesome este Vale de Ordesa







Marmotas, foram horas dedicadas só a apreciar o quotidiano destas fantásticas criaturas





Aos 2100m de altitude encontramos neve :) mal sabíamos que no dia a seguir íamos apanhar uma barrigada dela.




Ei-lo!! a placa informa que é possível o vivac a partir daquela altitude e em sítios definidos


Capacidade máxima 72 pessoas. site em : www.goriz.es




Vista do refúgio na direcção do Vale de Ordesa


Refúgio de Góriz (2160m)

Simpatia, companheirismo, localização fantástica perante todos os pontos fulcrais do parque foram algumas das muitas coisas que aqui encontramos


e claro fizemos logo um amigo canino, o Hondar, o cão do refúgio, sempre a controlar que chega.




Depois de uma bela refeição (sopa de cozido, salada, hamburguers com massa e molho de tomate e sobremesa) onde pudemos conhecer mais montanheiros e pedir uns conselhos, acompanhamos o Hondar a despedir-se do dia.

Foi garantidamente dos dias mais marcantes das nossas humildes vidas.

2 comentários:

  1. Óh meninos! Que trilho fantástico! Só de ver as fotos já apetece saltar para dentro do PC!
    As cascatas são lindas de morrer!
    Parece estar tudo muito bem organizado!
    Porque é que o nosso parque também não tem esta organização?!!
    Parece que passaram uns dias inesquecíveis, fico muito contente por vocês!
    Obrigada por terem partilhado.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Olá Lírio,

    Este é quase sempre o primeiro trilho a fazer neste Parque, centenas de pessoas passeavam por ali naquele dia, impressionou sem dúvida o número e a altura das cascatas.

    Não temos uma organização porque há largas décadas que as posições de poder neste país são, maioritariamente, ocupadas por gente incompetente e gananciosa..., e como se isso não bastasse vivemos numa sociedade em completo conflito de valores, isto claro para além de muitas outras razões.

    foram duas mãos cheias de dias memoráveis.


    Beijinhos!

    ResponderEliminar