Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

25-07-2015 Grimsel Hospice - Unteraar glacier - Lauteraarhutte, region Unesco Jungfrau-Aletsch, Bern, Suisse

texto e fotografias: Xavier
ficha técnica
distância: 25km
subida total: 950m
descida: 950m
caminhada efectiva: 8h
tipo: linear
track: aqui

Tinham-me avisado que a região dos 3 colos rodoviários situados no Valais profundo é sempre uma área muito ventosa, os 3 colos são, o Nufenen pass(2478m) liga os cantões Valais e o Ticino, o Furkapass(2436m) liga Valais e Uri e o Grimselpass(2165m) liga Bern e Valais. A viagem a partir de Monthey são uns 160km, menos de metade em auto-estrada, nunca menos de 2 horas no total, posto isto já sabíamos que quando fossemos para esta região do Alto-Valais era preferível ir dormir ao local no dia anterior, e uma vez que o colchão da carrinha é tão confortável como dormir em casa a decisão é extremamente fácil, assim que chegamos na sexta à noite ao Grimselpass lá estava o vento bem presente que baixava e de que maneira a temperatura, ficámos impressionados.
No Sábado iniciamos a caminhada no Hotel Grimsel Hospice(1900m), hotel histórico alpino, as placas indicam 4h30m até ao Lauteraarhutte(2393m), começamos por descer as escadas metálicas, passamos no muro da barragem, subimos um pouco e invertemos a direcção rumo ao interior do vale. Logo de seguida passamos num túnel que deve ter perto de 100m, como é sempre a direito vê-se a luz ao fundo, a partir daqui entramos na área protegida Unesco Jungfrau-Aletsch e a beleza da região que nos rodeia explica o porquê, seguimos sempre ao lado da albufeira, ficando esta do nosso lado esquerdo enquanto do nosso lado direito é uma imensidão granítica, logo de seguida passamos ao lado de uma bela cascata e os mirtilos começam à aparecer à bruta, e já bem maduros!
Sem grandes desníveis e em ritmo de passeio chegamos ao glaciar Unteraar com cerca de 3 horas de caminhada, um pouco antes passamos ao lado de uma gigante mariola com as bandeirinhas do Tibete, onde se dá a transição para trilho alpino, as marcas passam de vermelho e branco para azul e branco, prosseguimos pelo glaciar por pouco tempo, subimos um pouco e logo de seguida descemos numa escada improvisada onde saímos do glaciar para começar a subir progressivamente a encosta com o glaciar do nosso lado esquerdo, nesta fase o nevoeiro já tomava conta dos cumes mas a partir daqui à medida que íamos subindo entrámos nele, continuámos na esperança de que levantasse um pouco para apreciar o que nos rodeava mas nada. Pouco antes de chegar ao refúgio uma família curiosa de chamois permitiu uma aproximação como nunca tínhamos presenteado, estavam ali, a uns 25 metros, tranquilos e curiosos, normalmente é o animal mais assustadiço, foi um belo momento.
Retomamos a caminhada e 5 minutos depois passávamos no Lauteraarhutte(2393m), meia-dúzia de fotografias e uma vez que o nevoeiro parecia estar mesmo para ficar arrancámos de seguida pelo mesmo caminho, ao chegar ao bordo do glaciar aproximei-me de algumas pequenas grutas no gelo e deambulei por ali algum tempo, é fascinante.
2 horas depois estávamos de regresso ao ponto de partida, felizmente existem 2 parques subterrâneos no hotel, o que nos permitiu fazer o jantar tranquilos e ficar por ali porque o vento contínuo persistiu.
Seguem-se os registos do dia

Chamois


Grimselsee


o túnel



muito bons












e entramos na região do glaciar Unteraar


parte em que entramos verdadeiramente no glaciar
nós por cá

escada



glaciar Unteraar
glaciar Unteraar

glaciar Unteraar


e entramos no nevoeiro
glaciar Unteraar




a Xarah




chamois
chamois
Lauteraarhutte


galinhas
Lauteraarhutte






deambulação pelo bordo do glaciar







glaciar Unteraar









plantas protegidas
hotel Grimsel Hospice
Grimselpass

Sem comentários:

Enviar um comentário