Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

13-08-2016 Siwine - Siwibode - Simelihorn - Mattwaldhorn - Fletschhornhutte, Valais, Suisse

texto e fotografias: Xavier
ficha técnica:
distância: 17,15km
subida total: 1350m
descida: 1350m
altitude máx: 3246m
altitude min: 2077m
caminhada efectiva: 7h
tipo: circular
cotação: T4
track: aqui

video do dia

Sol, muito Sol no menu para este Sábado. Uma vez mais arrancámos na sexta à noite, fomos dormir a Siwine, local onde iríamos começar a caminhar neste sábado, e ainda bem que fiz a estrada até Siwine(2070m) pela primeira vez de noite porque é estreita, parcialmente em terra batida, tem cotovelos tão fechados que são feitos com 3/4 manobras e tem pouca visibilidade.
Tomamos o pequeno almoço, preparamos as malas e arrancámos rumo a Siwibode, subimos escassos minutos pelo interior da floresta até desembocar no estrondoso plateau de Siwibode(2200m), deste ponto, onde passa o trilho dos colos alpinos, apontamos para leste e abandonamos o trilho marcado, passamos por uma enorme escombreira constituída por grandes blocos, esta parte do percurso não é evidente, poucos depois víamos o que parecia ser uma levada mas não queríamos acreditar que no meio daquele caos granítico havia uma levada, mas ela está lá. O cenário estava genial, continuamos pela levada que acaba por ser a melhor forma de atravessar esta zona, terminada a levada passamos numa linha de água numa tábua e apontamos pleno norte rumo ao Simelihorn(3123m), a subida pela encosta Sul é suave, acessível e não tem trilho marcado, aliás a única parte de trilho marcado deste dia foi só os primeiros minutos entre Siwine e Siwibode, o resto do percurso foi em "trilho" não marcado.
Passamos em Fuls Moos(2464m) e em Chatzulecher(2700m), pouco depois atacamos os metros finais da subida para o Simelihorn, neste pico tive o prazer de conhecer 2 senhores, um finlandês e um austríaco, o austríaco tinha 75 anos e é um alpinista experiente que já correu meio mundo, foi interessante conhecer estes 2 senhores, ficámos algum tempo no Simelihorn e continuámos juntos para o Mattwaldhorn(3246m), para atingir este pico basta continuar pela aresta e uns 15 min depois estávamos no Mattwaldhorn.
Estava-se tão bem, ficámos uma meia hora no paleio e entretanto eles iniciaram o regresso, uma vez mais, o segredo da boa forma física destes senhores é não parar, a caminhada que estavam a fazer é exigente, um T4. Nós ainda ficámos por ali um bom bocado, a temperatura estava agradável e o céu limpo, as vistas são top! Bietschhorn, Aletschhorn, glaciar do Aletsch, Monte Leone, Fletschhorn, Lagginhorn, Weissmies, montanhas de Mischabel, Weisshorn, Bishorn...
Uma vez mais estava-se tão bem que a vontade de regressar era nula, mas tinha que ser. Continuamos no seguimento da aresta e descemos para o Simelipass(3023m), sabia que na continuação da aresta para leste iria passar no Fletschhornhutte(3040m), pensava era que seria mais próximo, continuei pela aresta e sempre que tal não era possível contornava os obstáculos a sul sem perder altitude. Uma meia hora depois passo num outro pico(3104m) cujo nome desconheço, mesmo antes de descer para a cabana.
5 minutos depois passava no simpático Fletschhornhutte, situado ao lado do que sobra do Gamsagletscher, chegava a hora de regressar, restou seguir as grandes mariolas e um caminho evidente não marcado, lindo, sempre do lado direito da linha de água principal deste belo vale. Uma hora depois passava novamente na zona da escombreira, Janzibode, desta feita continuámos sempre pela levada até ao fim e fomos parar ao pé de um barraco bem visível quando se chega ao plateau de Siwibode, este barraco é a referência a seguir para passar facilmente esta parte do caos granítico. O resto do percurso foi pelo mesmo caminho, nunca pensámos fazer uma caminhada tão selvagem na região de Saas-Fee, foi um percurso maravilhoso.
Vamos aos registos
Siwine
uma parte das montanhas de Mischabel
Allalinhorn e o Alphubel à espreita




Siwibode
Bietschhorn ao centro, por muitos considerada uma das montanhas mais belas do Valais

Simelihorn à vista
aqui há que negociar o melhor caminho
árvores a 2400m

a levada


a Xarah nas suas 7 quintas



Allalinhorn e Alphubel
montanhas de Mischabel
Simelihorn ao centro


que dia!
mais uma levada
brutal
Simelihorn e a subida final
começa a aparecer o grande Weisshorn


ali está, a cruz no pico
Mattwaldhorn
360 Simelihorn
Simelihorn
Fletschhorn, Lagginhorn e Weissmies
panorama S
montanhas de Mischabel
panorama O


o Weisshorn
o glaciar Aletsch
se não me falha, em destaque é o Finsteraarhorn(4274m)
a Xarah no Simelihorn

a caminho do Mattwaldhorn


magnífico 



Mattwaldhorn
Mattwaldhorn
360 Mattwaldhorn
a Xarah a preparar a sua sesta
panorama NE
panorama E

Fletschhorn
com zoom
Weissmies

Weisshorn e Bishorn
montanhas de Mischabel
Alphubel, Taschhorn, Dom, Nadelhorn


nós por cá

e claro, a Xarah!


a bela sesta
o céu continuava...

Mattwaldhorn
bouquetin ao centro

bouquetin à esquerda

aresta para o Fletschhornhutte

pico mesmo ao lado do Fletschhornhutte

que cores, que dia!



Fletschhornhutte um pouco à direita

Gamsagletscher
Fletschhornhutte
Weisshorn e Bishorn


e continuava o espectáculo





parece que tá a fumar o colo!




as famosas Valais Blacknose

cascata em Saas Balen
a ursa maior...

Sem comentários:

Enviar um comentário