Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

28 e 29-07-2012 Sistelo - Porto Cova - Branda do Furado - Branda de Real - Fojo de Sistelo - Fojo de Cabreiro - Branda do Arieiro - Boucinhas, Serra da Peneda, PNPG

Neste fim de semana voltámos à Serra da Peneda com o intuito de conhecer a Branda de Real, o Fojo de Sistelo e o Fojo de Cabreiro próximo do Ramiscal, junto ao alto do Maranho.
O recente painel informativo abaixo identificado encontra-se em Sistelo, donde saímos, é referente a diferentes rotas que terminam na Peneda, designado Romeiros da Peneda, estão assim explicadas as várias marcações de PR que temos vindo a ver pela Serra. Seguimos as marcações da GR Peneda-Soajo com passagem nas aldeias de Padrão e Porto Cova sempre em caminho lajeado, em Porto Cova começa a longa(6km) subida até à Branda do Furado já próxima dos 1000m, gente simpática por lá andava, o almoço foi logo acima da Branda, numa pequena chã junto a uma interessante mesa interpretativa e a uma fonte, neste ponto a GR segue rumo S para a Branda de Real e separa-se do PR Trilho do Glaciar do Alto Vez, já na Branda de Real os fetos tomavam conta do lugar, pouco depois chegávamos à Chã da Pela, onde é possível contemplar o Outeiro Maior e o Alto da Pedrada.
No dia seguinte subimos até ao Alto do Maranho e conhecemos de perto os Fojos de Sistelo e de Cabreiro com os poços virados para Nascente e Poente, respectivamente, dali a ideia era seguir próximo do Vale do Rio Ramiscal mas a corga Porto Cavado tornou-se um "osso duro de roer" e a passagem foi complicada e lente,tivemos que regressar ao estradão, logo ali ao lado, junto a Cerca existe um abrigo que mais parece um hotel, até sofás tem, muito bom, local escolhido para o almoço. Seguiu-se uma longa descida entre brandas no regresso a Sistelo, foram elas, Branda do Arieiro, Branda de Lamelas e Branda do Baragal, umas vezes com trilho definido, outras nem tanto até Boucinhas, dali até Sistelo novo caminho Lajeado onde um pouco mais abaixo encontramos novamente as marcações da GR. Foi um espetacular f-d-s, a Serra da Peneda está repleta de gado e garranos, ainda tivemos a sorte de observar de bem perto vários abutres e águias. Distância percorrida 25km, altitude min: 250m em Sistelo e máx: 1350m no Maranho. Ficam alguns registos  
placa informativa Romeiros da Peneda
as diferentes rotas
GR
Sistelo
Sistelo
socalcos de Padrão
Padrão para trás
Porto Cova










Águia

Xarah
já a chegar ao Furado
Branda do Furado
Branda do Furado
Branda do Furado
Branda do Furado
mesa interpretativa bastante interessante

bom
Branda de Real
Branda de Real
Branda de Real
Branda de Real
panorâmica


 Lamas de Vez, Fojo de Rouças e Outeiro Maior
 fotografia de Filipe Sá
abutre
 fotografia de Filipe Sá
fotografia de Filipe Sá

 pena de abutre
 provavelmente um grifo

panorâmica
Outeiro Maior e Alto da Pedrada

panorâmica
panados com tinto, parece-me bem


panorâmica fraquinha
já tinha saudades de andar em cima das nuvens, eheh
um zoom ao Alto da Peneda
Fojo de Sistelo

Poço do Fojo
 Fojo do lobo de Sistelo



este balão da hello kitty estava algures perto do fojo, preso a uma erva rasteira
Fojo de Cabreiro
início do Ramiscal

árvores seculares por ali
Fojo do lobo de Cabreiro
poço, inacessível



impecável
Branda do Arieiro

este também é bom
Xarah
Branda de Lamelas
Branda de Lamelas
Branda de Lamelas

Branda do Baragal
Branda do Baragal
Boucinhas

Sistelo à vista


7 comentários:

  1. Caminhada em grande, percurso em grande, fauna e flora em grande, um grupo em grande, tempinho em grande.
    Isto tudo junto dá um enorme e fantabulástico Fim-de-Semana.

    Grande Abraço!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. confirmo que foi muito bom!
      às vezes é difícil conseguir juntar tudo, mas desta vez conseguiu-se.

      Abraço e até breve
      X

      Eliminar
  2. Mais um grande passeio. É assim que não deixo de alimentar a ideia de voltar ao Gerês por mais tempo. Parabéns pela descrição e pelo passeio!Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Caminheiro,

      Vimos o que se passou na "tua" ilha, que catástrofe...por aqui só ainda não aconteceu nada por uma única e simples razão, felizmente tem chovido sempre uma vez por semana,o que deixa os terrenos húmidos...
      Que o Gerês seja motivo para que cá venhas mais e mais vezes.
      obrigado

      Abraço
      Xavier

      Eliminar
  3. Como residente em AVV, costumo caminhar por essa zona, uma paisagem excelente e pouco conhecida(ainda bem), são uns sortudos, só vi corços e a águia-real, abutres e grifos (!?) nem sabiam que andavam por cá! Quanto ao ramiscal....só ha dois caminhos e não são nada fáceis, já experimentei por esse lado e é para esquecer.
    Parabéns pelo passeio!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Jacinto,

      é de facto uma paisagem bonita e como dizes, e bem, pouco percorrida, concordo com o "ainda bem", ao fim e ao cabo, cada vez existem mais rotas marcadas a cruzar as Serras do Soajo e da Peneda e a orientação é fácil.

      Logo a subir Porto Cova pareceu-nos ter visto uma águia de bonelli,é a segunda foto de rapinas. Onde encontrámos a pena do abutre, vimos marcas das fezes que já tinham corroído o granito, o que significa que eles já cá andam à algum tempo, vimos só numa zona, cerca de 10 abutres, já no ar claro, era com cada bicho, incrível, vamos novamente para lá em breve para tentar vê-los novamente, ficámos todos fascinados.

      A ideia era só apreciar de cima o Ramiscal, sabíamos de antemão que era impossível baixar ao rio ou caminhar próximo dele, pelo menos naquela margem, mas do outro lado parece que tem caminho, mas nesta altura do ano deve ser, como dizes, muito complicado.

      Cumps.
      Xavier

      Eliminar
  4. Ola amigos

    Grande actividade. Tenho a certeza que foi um grande fim-de-semana. Reportagem maravilhosa, fotos e locais lindíssimos. Voces estavam com muita fome. ;-)

    Grande abraço

    ResponderEliminar