Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

08-03-2014 Parque Campismo de Travanca - Vale Rio Grande - Branda da Bragadela - Alto da Pedrada - Alto da Peneda - Calçada de Meãs - Branda dos Bicos - Calçada dos Bicos - Fojo da Cabrita - Branda de Bostejões - Cabeça da Laje, Serras da Peneda e Soajo, PNPG

texto e fotografias: Xavier

A Primavera está aí e chegou com força! Há algum tempo que não subia a serra pelo Vale do Rio Grande, umas das coisas que me tinha impressionado em todas as ocasiões que andei por ali foi a quantidade de fezes de lobo, desta vez não vi tantas naquele local mas também a época era outra, contudo em todo o percurso encontrei 3 carcaças (2 de gado bovino e 1 de cavalo) sempre perto de linhas de água significativas e aí sim, fezes de lobo com fartura.
O percurso deste Sábado foi-se desenhando à medida que ia caminhando, previsões de céu limpo fizeram com que acordasse cedinho para usufruir ao máximo do dia.
Parti do parque de campismo de Travanca(770m) um pouco antes das 8 e embrenhei-me pelo interior do Vale do Rio Grande rumo a Norte, sensivelmente a meio do vale o trilho troca de margem depois de passar numa zona de cedros, pouco depois de passar o rio o trilho fica pouco perceptível, é preciso subir um pouco para o reencontrar antes de uma pequena corga, a partir daí segue direitinho até à Branda da Bragadela onde se unem os 3 muros deste extenso fojo do lobo. Apreciada a paisagem continuei a subir do lado direito do muro do fojo até ao Alto da Pedrada(1416m) onde cheguei por volta das 10, retemperei forças, pisquei o olho ao Alto da Peneda e fiz mais ou menos os cálculos da distância para tentar perceber se ainda teria tempo para percorrer a Calçada dos Bicos no regresso, ainda tinha tempo e estava cheio de vontade, já agora, a distância entre estes 2 altos é de cerca de 5,5km.
Do Alto da Pedrada desci para Norte procurando sempre a vegetação mais rasteira até encontrar o estradão o qual segui na direcção do Alto da Peneda, abandonei o estradão e segui as marcas da GR Peneda-Soajo durante escassos metros até começar a subir a encosta, poucos minutos depois o Pedro(eu) chegava ao Castelo do Pedrinho(1370m)(Alto da Peneda), nova contemplação e toca de regressar ao estradão que segui até próximo da Branda dos Bicos onde almocei tranquilamente e refresquei os pés, bem mereciam pois nesta altura já levavam 20km.
Repasto tratado desci a encosta pela sempre espectacular Calçada dos Bicos, passei no Fojo da Cabrita, voltei a seguir durante escassos metros as marcas da GR até à Branda de Bostejões e continuei pelo estradão que mais tarde me iria levar ao local de início passando pela casa florestal.
Total 27km neste fantástico dia. 
track aqui
Vamos aos registos
percurso efectuado

a fazer brevemente
primeira carcaça


Rio Grande


)
pelo vale do Rio Grande


Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
Branda da Bragadela
muro do Fojo

muro
fezes de lobo







Alto da Pedrada
)
Alto da Pedrada


panorama




Lamas de Vez


Xarah
Alto da Peneda
)
Alto da Peneda
só estou bem no monte...





Fojo de Sistelo ainda com uns farrapos



Calçada de Meãs
Alto das Bezerreiras à esquerda

segunda carcaça
ai se tivesse uma trap camera...


desconheço o nome desta pequena branda na encosta poente do Alto das Bezerreiras, como sempre, agradeço a quem puder ajudar.
panorama


Branda dos Bicos
Branda dos Bicos
Branda dos Bicos
Branda dos Bicos
Branda dos Bicos
febrinha da porca lá de casa
Calçada dos Bicos

Calçada dos Bicos
Calçada dos Bicos
)
pela Calçada dos Bicos
Calçada dos Bicos
Calçada dos Bicos
Calçada dos Bicos
Calçada dos Bicos

terceira carcaça

Fojo da Cabrita


Branda de Bostejões
Branda de Bostejões

casa florestal

de regresso ao parque de campismo de Travanca

4 comentários:

  1. Isso é que foi galgar terreno Xavi ;)
    Belas fotos, abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sabes como é, há dias que só apetece dar brita :)!
      Obrigado

      Abraço
      X

      Eliminar
  2. Belas imagens.. A primavera está mesmo aí!
    Com tanta carcaça bem que podiam ter aparecido uns abutrezitos :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado
      Olhei para o céu dezenas de vezes enquanto caminhava à procura deles, durante todo o Inverno nunca vi nenhum, antes da neve eles desapareceram, deve estar para breve o regresso ao nosso parque nacional, assim o espero.

      Cumps!
      Xavier

      Eliminar