Randonnée en Montagne

Randonnée en Montagne

15-09-2015 Bionassay - le nid d'aigle - Refuge de Tete Rousse - Col Mont Lachat - Bellevue - Col de Voza, Mont Blanc Massif, France

texto e fotografias: Xavier
ficha técnica
distância: 21,6km
subida total: 1744m
descida: 1744m
altitude máx: 3167m
altitude min: 1420m
caminhada efectiva: 7h
tipo: circular
track: aqui


Temos em mente subir ao Mont Blanc para o ano que vem, foi com esse propósito que decidimos visitar o refúgio Tête Rousse, a parte mais difícil e perigosa da ascensão ao Mont Blanc é entre o Refúgio Tête Rousse e o Refúgio du Goûter, vários painéis em diversos locais assinalam esse perigo na região do couloir do Goûter, sem dúvida, a zona mais perigosa dos Alpes, para evitar este couloir há quem suba ao lado.
Partimos do parque de estacionamento de Bionassay de onde é bem identificável o destino do dia, mesmo na noite anterior eram facilmente reconhecíveis as luzes dos 2 refúgios, certamente a forma mais prática era de subir ao Col de Voza e apanhar o comboio até ao Nid d'Aigle, ganhando logo 800 metros de desnível mas hoje era dia de puxar pelo cabedal. De Bionassay seguimos para Este, as placas inidicam 3h15m para o Nid d'Aigle, não podíamos demorar tanto tempo, subimos numa primeira fase pela floresta, 45 minutos depois passamos no Chalet de l'Are e flectimos para Sul ao encontro do glaciar de Bionassay que se estende até aos 1700m, a nebolusidade ia aumentando e o receio de não ver nada uma vez lá em cima aumentava também, aceleramos o passo, aproximamo-nos do glaciar e subimos ao lado dele sempre pelo trilho marcado, existe uma pequena parte em que existem escadas que facilitam a progressão, passada esta parte ficamos próximos do Nid d'Aigle onde passamos com 2 horas de caminhada, faltavam agora ganhar ainda uns 900m de desnível até ao refúgio Tête Rousse.
Continuamos para Este subindo pelo Desert de Pierre Ronde, passamos na barraca des Rognes e a Tixa decidiu ficar por ali, movido pela esperança de que o tempo se aguentasse sem nevar lá continuei a subir, a partir dos 2900m havia neve fresca com abundância, a subida para o refúgio faz-se bem, o trilho decorre maioritariamente pela encosta Norte e tem unicamente 2 secções com cabos, uma vez dobrada a encosta resta atravessar por breves momentos o glaciar Tête Rousse que se encontra bem coberto, atravessado o glaciar passei pelo refúgio Tête Rousse e subi um pouco mais até à zona do bivouac autorizado de onde consegui apreciar o caminho para o refúgio do Gouter, numa primeira fase sobe suavemente até que fica praticamente vertical, foi a ideia com que fiquei, fiz os registos para posterior análise e iniciei o regresso, minutos depois chegava a anunciada neve batida a vento, passei novamente pelo glaciar e interpelei um bacano que tinha descido do Gouter, na noite anterior toda a gente que tinha dormido no refúgio foi "forçada" a abandonar a ida ao Mont Blanc na manhã deste dia, corriam ventos de 120 km/h no cume, perguntei-lhe então sobre o grau de dificuldade da subida para o Gouter e entretanto ficámos ali na conversa uma boa meia-hora a trocar impressões, tinha passado vários anos a viajar pela América do Sul, foi logo tema de conversa.
Entretanto ele desceu à minha frente e quando regresso à barraca des Rognes estava ele à conversa com a Tixa, parou por ali para comer algo e nós descemos um pouco mais até próximo do Nid d'Aigle onde paramos também para comer, a hora ia avançada mas uma aberta no tempo permitia estar tranquilo a comer sem estar a tremer de frio.
Repasto tratado retomámos a descida acompanhados novamente do bacano e da sua colega até à estação do Nid d'Aigle, ficámos depois por ali outra meia-hora na conversa enquanto eles aguardavam o comboio, trocámos contactos e quem sabe para o ano faremos juntos o Mont Blanc.
O tempo voltava a ficar melhor, optámos por não descer de comboio até ao Col de Voza, o trilho após dobrar a encosta segue sempre ao lado da linha durante alguns kms, no col do Mont Lachat as vistas são soberbas, todo o vale de Chamonix, Aiguille du Midi em destaque e bem mais à esquerda já bem coberto de neve o Mont Buet, o cenário estava brutal com o céu parcialmente nublado.
Do Col do Mont Lachat continuamos ao lado da linha e uma meia-hora depois passamos em Bellevue(1800m), dali continuamos para Oeste e em 20 minutos passamos no Col de Voza(1653m) onde flectimos para Sul e descemos ao encontro do parque de estacionamento de Bionassay.
Assim foi este espectacular dia, vamos aos registos



Bionassay









Aig. de Bionassay e Aig. de Tricot




glacier de Bionassay



bouquetin



glacier de Bionassay

le nid d'aigle
glacier de Bionassay


o moderno refúge de Goûter à direita na crista



baraque des rognes
Aig. du Goûter
Aig. du Midi à direita

o Mont Buet



chegada ao refuge Tête Rousse


360 Refuge de Tête Rousse
refuge Tête Rousse
nesta parte inicial o caminho a seguir é evidente
depois, visto daqui já nem tanto
wc da área autorizada de bivouac um pouco acima do refuge Tête Rousse


refuge de Goûter
eu e a Xarah no Tête Rousse

um dos tais painéis

Aig. du Midi à direita
vale de Chamonix


bouquetins

o comboio que vai até ao le nid d'aigle, o tal que quando foi criado queriam que fosse até ao topo do Mont-Blanc






o Mont Buet à esquerda e o maciço das Aig. Rouges à direita
as nuvens...
brutal


belo fim de dia

Bellevue

as nuvens...
Col de Voza
na descida para Bionassay

Sem comentários:

Enviar um comentário